quinta-feira, janeiro 15

Quem tem fé vai a pé


(foto Claudionor Jr.)

Subir a colina sagrada vestido todo de branco em homenagem ao Nosso Senhor do Bonfim é uma das melhores experiências que pode-se ter em Salvador para entender a alma do baiano.

Este ano uma das maiores tradições do estado foi quebrada, a igreja abriu as portas ao povo, que desde 1890 quando foi fechada para impedir a entrada da população nunca mais tinha sido aberta até o dia de hoje, por isso, restava as baianas somente lavarem as escadarias, daí o surgimento do ritual da lavagem todos os anos.

Mas esse ano foi tudo diferente, até mesmo o padre Edson Menezes abençoou os fiéis.
Porém mesmo de muito loge sinto o banho de cheiro de alfazema na minha roupa branca...


glória a ti neste dia de glória
glória a ti redentor que há cem anos
nossos pais conduziste à vitória
pelos mares e campos baianos

desta sagrada colina
mansão da misericórdia
dai-nos a graça divina
da justiça e da concórdia

glória a ti nessa altura sagrada
és o eterno farol, és o guia
és, senhor, sentinela avançada
és a guardo imortal da bahia.

dessa sagrada colina
mansão da misericórdia
dai-nos a graça divina
da justiça e da concórdia

aos teus pés que nos deste o direito
aos teus pés que nos deste a verdade
trata e exulta num férvido preito
a alma em festa da nossa cidade

desta sagrada colina
mansão da misericórdia
dai-nos a graça divina
da justiça e da concórdia

Composição: Joao Antonio Wanderlei-peiton De Vilar

Um comentário:

m disse...

JURO QUE SENTI CHEIRO DE ALFAZEMA ONTEM TAMBÉM.

agora tá explicado.

lavagem de iemanjá vem aí. porra, temos que pedir pra alguem trazer alfazema.